O uso de ereaders em bibliotecas

Liliana Giusti Serra Ebooks Deixe um comentário

Muitas bibliotecas estão recebendo solicitações de usuários e gestores para que incluam e-books em seus acervos. Quando isto ocorre, muitos bibliotecários acreditam que o primeiro passo a ser dado é a aquisição de e-readers ou tablets. Ter este entendimento é tão irreal quanto imaginar que para iniciar um projeto de biblioteca digital deve-se adquirir primeiramente um scanner! A utilização de dispositivos de leitura em bibliotecas pode representar benefícios, porém não deve ser enxergado como uma política para inclusão destes recursos em bibliotecas.

Ao adquirir dispositivos de leitura, a biblioteca fará aquisição de conteúdo – que será armazenado nestes equipamentos – [leia mais]

SimplíssimoO uso de ereaders em bibliotecas

Tipos de fornecedores de ebooks, na visão das bibliotecas

Liliana Giusti Serra Dicas, Ebooks, Notícias 2 Comments

Existem diversos modelos de negócios para utilização de ebooks em bibliotecas. Como o mercado ainda está em busca de estabilidade, algumas formas são oferecidas, com um mesmo fornecedor podendo utilizar variadas possibilidades de comercialização. Os modelos existentes atualmente são aquisição perpétua (tema da coluna de setembro de 2013), assinatura, PDA / DDA ou patron / demand driven acquisition (aquisição direcionada pelo usuário / demanda), STL ou short term loan (aluguel por período curto), pay-per-view e auto publicação.

É importante identificar quem são os fornecedores de ebooks e o tipo de serviço que oferecem. Basicamente existem cinco tipos de fornecedores: os [leia mais]

SimplíssimoTipos de fornecedores de ebooks, na visão das bibliotecas

Modelos de negócios para bibliotecas: aquisição perpétua & ebooks

Liliana Giusti Serra Ebooks, Mercado 3 Comments

Que as bibliotecas desejam – e precisam – incluir ebooks em seus acervos não é novidade. O que tem causado muitas duvidas é como fazer isso, com as mudanças que estamos enxergando no cenário, desde as formas de aquisição até a variedade de modelos de negócios existentes, muitas vezes com cada fornecedor definindo como disponibilizará os ebooks.

Os documentos digitais não são novidade nos acervos – outros materiais já estão presentes há bastante tempo -, mas com os ebooks observamos mudanças significativas, principalmente na forma de aquisição e as possibilidades de disponibilização do acesso ao conteúdo aos usuários. Em decorrência [leia mais]

SimplíssimoModelos de negócios para bibliotecas: aquisição perpétua & ebooks

Nos EUA, 76% das bibliotecas emprestam ebooks

Eduardo Melo - Simplíssimo Notícias 1 Comment

No relatório anual publicado pela American Library Association, fica bastante claro o quanto os EUA abraçaram de vez o livro digital. Mais de três quartos das bibliotecas emprestam ebooks, e quase 40% delas também emprestam ereaders.

Ao contrário do que se poderia imaginar, a ascenção dos formatos eletrônicos não está espantando as pessoas das bibliotecas, pelo contrário. O uso das bibliotecas pelos usuários norte-americanos também registrou crescimento. Alguns fatores foram decisivos para isto: 91% das bibliotecas oferecem acesso à internet grátis, via Wi-Fi, e 62% das bibliotecas são a única fonte de internet grátis nas suas comunidades.

A distância que existe [leia mais]

SimplíssimoNos EUA, 76% das bibliotecas emprestam ebooks

Pelo fechamento imediato da Biblioteca Nacional

Eduardo Melo - Simplíssimo Notícias 2 Comments

É impossível assistir calado a situação ultrajante vivida pela Biblioteca Nacional. E quando outra biblioteca, também pública, mostra que existe um jeito diferente de resolver o problema, a indignação aumenta. Prezado leitor, o assunto deste texto nada tem a ver com eBooks. Mas tem a ver com livros e com o destino do dinheiro que nós pagamos em impostos.

O jornal Zero Hora explicou, com riqueza de detalhes, todos os passos adotados para a reforma completa da Biblioteca Pública do Rio Grande do Sul – há 5 anos fechada e com mais 2 anos assim pela frente, no mínimo.

À primeira vista, [leia mais]

SimplíssimoPelo fechamento imediato da Biblioteca Nacional

Três passos para revolucionar as bibliotecas públicas digitais brasileiras

Eber Freitas Autores, Ebooks 1 Comment

A realidade dos livros digitais ainda não foi bem absorvida pelas bibliotecas no Brasil. Na verdade por aqui não se imagina a biblioteca como um negócio, o que tolhe por completo a possibilidade de inovação e adoção de novas tecnologias – algo repudiado pelos bibliotecários da velha escola. O máximo que se vê são iniciativas que patinam entre o voluntariado, intervenção estatal e pirataria. E todos esses modelos se baseiam na distribuição de títulos para download (geralmente em formato .pdf) sem se amparar, repita-se, em um modelo de negócios.

Infelizmente a cultura contemplativa em relação aos livros e às [leia mais]

SimplíssimoTrês passos para revolucionar as bibliotecas públicas digitais brasileiras

Bibliotecas e os Desafios da Preservação de Conteúdo Digital

Juliana Ferreira Ebooks Deixe um comentário

A Biblioteca do Congresso, nos Estados Unidos, assim como diversas bibliotecas ao redor do mundo, está especialmente preocupada com a preservação da produção intelectual na era digital. Afinal, como garantir a aquisição de cópias de todos os ebooks produzidos, inclusive autopublicações?

Antes das plataformas digitais, era relativamente fácil para as bibliotecas nacionais adquirirem exemplares do que era publicado em seus respectivos países. Como a grande maioria das obras se valia dos meios tradicionais, bastava entrar em contato com distribuidoras e editoras para obtê-las. No Brasil, por exemplo, a Biblioteca Nacional recebe regularmente exemplares via Depósito Legal.

Agora, com o crescimento [leia mais]

SimplíssimoBibliotecas e os Desafios da Preservação de Conteúdo Digital

As Bibliotecas Diante dos eBooks – Muitas Perguntas

Eduardo Melo - Simplíssimo Ebooks, Notícias 2 Comments

Esta excelente reflexão, sobre o impacto dos livros digitais na relação entre editoras e bibliotecas, foi escrita por Ludmila Pizarro*. Acompanhe: 

Os congressos realizados pela CBL sobre publicações digitais têm sido uma oportunidade muito legal de renovar ideias. Insights, novas perspectivas, ideias que podem ser aproveitadas ou adaptadas. Um bom momento para reflexão. Em 2012, a minha atenção se dirigiu, particularmente, ao painel com a presença de um grupo de bibliotecárias que colocaram, competentemente, quais as suas expectativas sobre o mercado de livros e periódicos eletrônicos. Vale lembrar que essas profissionais representavam instituições de ensino com grande interesse em publicações [leia mais]

SimplíssimoAs Bibliotecas Diante dos eBooks – Muitas Perguntas

Trabalhos Científicos no Congresso Internacional CBL do Livro Digital

da Redação Autores, Ebooks, Notícias Deixe um comentário

Embora sem muita divulgação, os trabalhos científicos estiveram presentes em peso no Congresso. Foram enviados 17 trabalhos, dos quais 8 foram selecionados para apresentação.

Os assuntos eram variados, e foram desde modelos de negócios, passando por redes sociais, o papel do editor, direitos autorais e outros.

Vilson Milarchi falou sobre o panorama geral dos livros digitais na educação, enquanto Liliana Serra se aprofundou no modelo de empréstimos de eBooks em bibliotecas, um assunto abordado hoje no Congresso.

O advogado Alexandre Vieira tocou no delicado assunto dos direitos autorais, e Patrícia Basseto falou sobre a desterritorializaçāo do conhecimento, relacionando redes sociais [leia mais]

SimplíssimoTrabalhos Científicos no Congresso Internacional CBL do Livro Digital

Matéria Especial: Entenda o Modelo de Agência e o Problema do Antitruste

da Redação Ebooks, Notícias Deixe um comentário

O assunto começou em 2010, quando a Apple lançou o iPad e, vendo que a Amazon estava ganhando de longe no mercado de livros digitais, teve uma ideia para concorrer com a gigante do eCommerce. Segundo dizem as investigações, a Apple acordou com cinco grandes editoras – Simon & Schuster, Hachette Book Group, Penguin Group, Macmillan e a HarperCollins – o que hoje é chamado de “Preço de agência”.

Normalmente, no mercado editorial, uma editora vende seus livros a uma livraria por aproximadamente metade do preço de capa, permitindo assim que a loja dê descontos nos títulos para chamar a [leia mais]

SimplíssimoMatéria Especial: Entenda o Modelo de Agência e o Problema do Antitruste

10% Das Vendas Editoriais em Inglês no Canadá São de eBooks

da Redação Ebooks, Notícias Deixe um comentário

Não é só nos Estados Unidos que o mercado do livro digital está crescendo. Como era de se esperar, o país logo acima também está aderindo à tecnologia. No Canadá, 10% das vendas dos livros em inglês já são eBooks. Confira os dados da National Reading Campaign:

Vendas de eBooks compõem 10% de todos os livros vendidos em Inglês no Canadá. As bibliotecas públicas relatam que 3% de sua circulação já é composta por formatos digitais; 1,153,081 livros impressos foram vendidos por varejistas, incluindo Indigo Books & Music, Amazon.ca e outras redes nacionais, bem como mais de 260 livrarias [leia mais]

Simplíssimo10% Das Vendas Editoriais em Inglês no Canadá São de eBooks

Penguin Encerra Contrato com a OverDrive

da Redação Ebooks, Notícias Deixe um comentário

Essa parece ser a semana do boicote. Após aplicar restrições de aluguel para alguns títulos mais novos de seu catálogo, a Penguin anuncia que rompeu seu contrato com a OverDrive, uma das maiores distribuidoras de livros digitais do mundo, e a maior distribuidora de eBooks para bibliotecas dos Estados Unidos. Um duro golpe para as bibliotecas, que têm visto as visitações e os aluguéis de livros digitais crescerem nos últimos tempos.

Sua primeira decisão, de restringir alguns títulos para aluguel, já era seguida por outras editoras, algumas delas parte das Big Six: Macmillan, Simon & Schuster, Brilliance Audio e Hachette. [leia mais]

SimplíssimoPenguin Encerra Contrato com a OverDrive

Sobre Editoras, Bibliotecas e Livros Digitais

da Redação Ebooks, Notícias 2 Comments

Uma das maiores sensações dos livros eletrônicos nos Estados Unidos em 2011 foi a chegada desse meio às bibliotecas. Distribuidoras como a OverDrive e o Google Books disponibilizaram sistemas para que bibliotecas por todo o país pudessem comprar eBooks e oferecê-los aos seus usuários, utilizando seus computadores ou eReaders como o Kindle.

Entretanto, problemas começaram a surgir. Algumas das grandes editoras retiraram os títulos em lançamento do catálogo das bibliotecas, e isso foi seguido por outras. Iniciou-se uma discussão sobre como o sistema de empréstimo de digitais pelas bibliotecas poderia prejudicar o mercado em geral.

Um artigo recente no [leia mais]

SimplíssimoSobre Editoras, Bibliotecas e Livros Digitais

Penguin Suspende Empréstimo de Seus eBooks em Bibliotecas

da Redação Notícias Deixe um comentário

O release oficial diz:

A Penguin tem sido defensora de longa data de bibliotecas com ambas as versões físicas e digitais de nossos livros. Sempre demos alto valor sobre o papel que as bibliotecas podem desempenhar na ligação de nossos autores com nossos leitores. No entanto, devido a novas preocupações sobre a segurança de nossas edições digitais, achamos necessário suspender a disponibilidade dos nossos novos títulos no formato digital enquanto resolvemos esses problemas com nossos parceiros de negócios. Objetivo da Penguin é sempre conectar escritores e leitores, e com esse objetivo em mente continuamos empenhados em trabalhar em estreita colaboração com [leia mais]

SimplíssimoPenguin Suspende Empréstimo de Seus eBooks em Bibliotecas

Guarde eBooks e Outros Dados por Mil Anos (Julgue Você Mesmo)

Eduardo Melo - Simplíssimo Notícias Deixe um comentário

Se antigamente os incêndios e a umidade eram os inimigos dos livros, para os eBooks esse inimigo é muito mais discreto… é o tempo.

O blog Bibliotecno, do Alex da Silveira, comentou sobre a novidade tecnológica, produzida pela LG e desenvolvida por uma startup, que supostamente entrega mil anos de durabilidade para os dados inseridos em um disco:

Uma startup americana, a Millenniata, apareceu agora com o seu M-Dics, que gravam os mesmos 4,7GB de um DVD, que tem um leitor que lê os CDs, DVDs e Blu-rays tradicionais. Mas qual a diferença? Segundo eles, através da substituição do material orgânico por um [leia mais]

SimplíssimoGuarde eBooks e Outros Dados por Mil Anos (Julgue Você Mesmo)