Por que um agente decide publicar eBooks de seus autores

Daniel Pavani Autores, Ebooks Deixe um comentário

Há muitas décadas já, o negócio envolvendo editoras, autores, livros e leitores é basicamente o mesmo. À parte suas especificidades, os modelos constituem na editora adquirir, editar e produzir o livro; as livrarias o venderem; os leitores o comprarem (e o lerem, na maioria das vezes); e os autores ficarem com os royalties. Por mais que as coisas mudem, a cadeia autor-agente-editora-livraria-consumidor fica praticamente inalterada.

Na opinião de Ed Victor, escrevendo para o The Telegraph, porém, isso só vale até poucos anos atrás. Isso porque em 2005 “tudo mudou, e está mudando desde então”. Basicamente, este modelo de negócio mudou, [leia mais]

SimplíssimoPor que um agente decide publicar eBooks de seus autores

Serviço Oferece Loja de eBooks Para Facebook e Android

da Redação Ebooks, Notícias Deixe um comentário

Para entrar no negócio de eBooks, muitas livrarias e pequenas editoras colocam como principal obstáculo o desenvolvimento de um site de vendas, ou as taxas cobradas por serviços que fazem tudo por você.

Venda de itens no Facebook é um negócio que está no começo, mas posso apostar que até o final do ano será um serviço praticado por todos. Uma empresa de tecnologia e consultoria, CarverTech, lançou o SkBookshop, lojas de fácil configuração para Facebook e Android.

Os pacotes começam com valores de US$30 ao mês para até 500 eBooks no Facebook e US$25 para o Android. Há [leia mais]

SimplíssimoServiço Oferece Loja de eBooks Para Facebook e Android

Waterstones e Amazon fecham acordo, rede britânica venderá Kindle nas suas livrarias

Eduardo Melo Notícias Deixe um comentário

A maior cadeia de livrarias do Reino Unido, Waterstones, vai vender o leitor da Amazon Kindle e lançar serviços digitais relacionados. A rede, que possui 297 livrarias no Reino Unido. No início do ano, havia anúncios de que a Waterstones estaria fechando um acordo com a Barnes & Noble. A parceria com a Amazon indica que a parceria com a B&N ficou pelo caminho.

Em artigo no blog Futurebook, Martin Daniels descreve o movimento da rede de livrarias como “levar a raposa para dentro do galinheiro“, entregando seus consumidores e perdendo vendas para a Amazon:

People have asked whether [leia mais]

SimplíssimoWaterstones e Amazon fecham acordo, rede britânica venderá Kindle nas suas livrarias