Tor e Forge Irão Publicar Todo Seu Catálogo Sem DRM

da Redação Ebooks, Notícias 1 Comment

A Tor não é uma editora qualquer. É uma das duas marcas de Tom Doherty Associates, LLC, com sede em Nova York. Ela é conhecida por publicar ficção científica e livros de fantasia. A Tom Doherty Associates também publica ficção mainstream, mistério e alguns livros de história militares sob a sua marca Forge. As duas são empresas associadas à Macmillan, uma das Big Six que enfrenta problemas junto ao Departamento de Justiça norte-americano.

A lista completa de eBooks das duas editoras estarão disponíveis sem DRM a partir de julho de 2012, tanto através dos fornecedores atuais como através de varejistas que só podem vender sem DRM.

“Nossos autores e leitores têm pedido isso há um longo tempo”, disse o presidente e editor Tom Doherty. “Eles são um grupo tecnicamente sofisticado, e o DRM é um aborrecimento constante para eles. Os impede de usar eBooks adquiridos legitimamente de maneiras perfeitamente legais, como movê-los de um tipo de leitor eletrônico a outro.”

A iniciativa pode também ser um teste da Macmillan com eBooks sem proteção em uma de suas editoras menores. Especialistas no assunto dizem que com a impossibilidade da prática do modelo de agência por parte das grandes editoras, a única arma que elas terão contra o monopólio da Amazon.

Nate Hoffelder do The Digital Reader lembra que a Tor não é a primeira editora/loja a oferecer eBooks sem DRM. “A Fictionwise (fundada em 2000) vendeu eBooks sem DRM através de sua eBookstore de auto-publicação desde que eu compro lá. Mas um exemplo ainda melhor seria a Baen Books, que começou a vender eBooks livres de DRM em sua loja com modelo de assinatura em 1999. Eles nunca tiveram DRM em sua loja e a pirataria nunca foi um problema.”

Será esse mais um passo para o início do fim do DRM?

Com informações do TeleRead.

SimplíssimoTor e Forge Irão Publicar Todo Seu Catálogo Sem DRM

Comments 1

  1. Olá Stella,

    Boa notícia, inclusive tive conhecimento dela ontem ao ler um artigo de um editor que participava da discussão sobre acabar com o DRM na MacMilliam, que ele coloca bons argumentos para acabar com o DRM.
    Entre os vários que vc já mencionou anteriormente, um que me chamou a atenção é a curta vida das tecnologias, as pessoas compram novos aparelhos, e o que hoje é super HIGHTECH será esquecido amanhã. Vide a telefonia e o PalmPilot, entre outros há cinco anos atrás que não existe ou são obsoletos hoje, e o avanço das telas de LCD e os tablets podem acabar com os e-readers de e-ink ou torná-los tão baratos que daria para vender quase que o livro junto com eles.

    O artigo em inglês: http://www.antipope.org/charlie/blog-static/2012/04/more-on-drm-and-ebooks.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *