A leitura digital pode ressuscitar os contos?

Eber FreitasAtualizado em: Ebooks, Mercado 3 Comments

De Machado de Assis a Julio Cortázar, a literatura de contos era uma modalidade bem-sucedida. Na verdade era o sucesso do início da indústria cultural. A revista Weird Tales, que ainda existe, lançou escritores como Robert Erwin Howard – autor das crônicas de Conan, o Bárbaro. O texano só escreveu um livro sobre o guerreiro cimério (“A Hora do Dragão”) – ainda assim, em formato de contos – e dezenas de short stories. Musashi, best-seller de Eiji Yoshikawa, foi publicado em 1013 episódios no jornal Asahi Shimbun.

Com a internet e a blogosfera, esse gênero assumiu outro formato. As revistas literárias [leia mais]

SimplíssimoA leitura digital pode ressuscitar os contos?

Pedaços de Possibilidade

Maurem Kayna Notícias Deixe um comentário

Esta coletânea de contos ficou entre os finalistas do Prêmio Sesc de Literatura 2009. São quatorze textos breves cujo traço em comum talvez seja a impressão de que algo poderia ter se encaminhado para rumos melhores na vida dos personagens, caso em algum momento, nem sempre desvendado, as decisões, escolhas ou acasos tivessem sido outros. Em alguns contos há notas de irreal ou de improvável, mas dificilmente se concluirá pelo explicitamente fantástico.

Maurem Kayna é engenheira com déficit de cartesianismo resultante em paixão pela literatura e outras formas de expressão não exatas. Envolvida com as questões em torno da auto [leia mais]

SimplíssimoPedaços de Possibilidade