Editor de livros digitais responde: “Quem decide é o leitor”

Eduardo Ebooks, Mercado, Notícias, Opinião 1 Comment

(texto por André Palme, diretor da Kappamaki Digital e O Fiel Carteiro, em resposta à coluna de Paulo Tedesco)

Isto não é uma guerra de formatos, é uma batalha pela leitura.

Vivo a leitura digital. Ela não é parte do meu trabalho, ela é meu trabalho.

Como apaixonado por leitura e tecnologia, há 2 anos resolvi assumir esse papel 100%, junto com outros amigos e profissinais: de mostrar que a leitura digital pode ajudar em muito na formação de novos leitores e na disseminação da leitura. Principalmente se unirmos leitura a um hábito já consolidado para a maioria das pessoas, [leia mais]

SimplíssimoEditor de livros digitais responde: “Quem decide é o leitor”

Editoras vendem menos ebooks nos EUA; vendas diretas de autores, disparam

Eduardo Ebooks, Notícias 2 Comments

As editoras estão vencendo a guerra quixotesca contra seus próprios ebooks, visto que as vendas de ebooks caíram entre 11% e 13% no último ano – o número varia conforme a fonte escolhida. Segundo dados da Nielsen, a queda foi de 13% em 2015, comparado com 2014. Como resultado disso, a participação de mercado dos ebooks publicados por editoras, caiu de 27% para 24%. No caso das 5 maiores editoras norte-americanas (comumente apelidadas como “Big 5”), a participação dos ebooks nas vendas caiu de 38% para 34% no período analisado.

Foram vendidas 204 milhões de unidades, contra 234 milhões em 2014. As vendas de livros impressos, por outro lado, aumentaram 2,8%, para 653 milhões de unidades.

Os ebooks tendem a ser mais lucrativos para editoras, visto que alguns custos de distribuição e criação são reduzidos. Nos EUA, porém, as editoras exercem um forte controle sobre os ebooks, como forma de frear a crescente influência da Amazon no mercado. Em termos de faturamento, segundo a revista Fortune, o faturamento com ebooks em 2015 foi de US$ 2.8 bilhões – uma queda de 11% com relação a 2014. O market-share total dos ebooks em 2015 seria de apenas 17%, contra 19% em 2014 e 21% em 2013.

Se por um lado as vendas digitais das editoras caem, o mesmo não pode ser dito das vendas “indie” (independentes), os ebooks auto-publicados por autores.

De acordo com dados do site Author Earnings, de 2014 até o presente as vendas de ebooks por autores independentes crescem vertiginosamente.

SimplíssimoEditoras vendem menos ebooks nos EUA; vendas diretas de autores, disparam
Foto mostrando as partes superiores de 5 ereaders, umas encostadas nas outras

7 Dicas para Quem Vai Comprar um eReader (Kindle, Kobo, entre outros)

da Redação Dicas, Ebooks, Tira-dúvidas 4 Comments

Foto mostrando as partes superiores de 5 ereaders, umas encostadas nas outrasNos últimos tempos, os consumidores brasileiros ganharam muitas opções de eReaders que podem ser comprados com a maior facilidade e em território nacional. Kindle, Kobo, Lev… várias livrarias, vários modelos.

Foto mostrando as partes superiores de 5 ereaders, umas encostadas nas outras

Quem é fã de tecnologia e livros, já não consegue resistir à tentação. Quer – e vai – comprar o seu eReader! Nessa hora, todo cuidado é pouco, já que [leia mais]

Simplíssimo7 Dicas para Quem Vai Comprar um eReader (Kindle, Kobo, entre outros)
Vários tablets e eReaders lado-a-lado

Vai Ler eBooks? Não Comece Comprando o Aparelho

Eduardo Melo (Simplíssimo) Dicas, Ebooks, Tira-dúvidas 9 Comments

Tradução livre do texto originalmente publicado no blog Ebook Friendly.

Vários tablets e eReaders lado-a-lado

Mais e mais pessoas estão comprando eReaders, os leitores de ebooks, por conta dos preços acessíveis. Mas se você está realmente interessado em ler ebooks, comece lendo sobre ebooks. Uma coisa muito importante que você precisa saber, é que nem todos os ebooks funcionam em todos os aparelhos – ao menos, não facilmente.

Se você compra um Kindle, tenha em mente [leia mais]

SimplíssimoVai Ler eBooks? Não Comece Comprando o Aparelho

Qual Programa Usar Para Ler Livros Digitais?

Eduardo Melo (Simplíssimo) Ebooks 8 Comments

Essa dúvida é muito comum: que programa usar para ler um eBook? Existem muitos formatos e muitos programas. E tantas opções complicam a vida de quem não é craque em informática, na hora de ler livros digitais. Então vou tentar acender um fósforo nessa sala escura, para a turma que tem essas dúvidas.

No computador

Quer ler no computador? Sabe, ou aceita, instalar um programa novo? Se a resposta for sim, sugiro sem sombra de dúvida a leitura no formato ePub, usando o Adobe Digital Editions. um aplicativo gratuito da Adobe. No ADE, é [leia mais]

SimplíssimoQual Programa Usar Para Ler Livros Digitais?

3 regras básicas para fazer divulgação com livros digitais gratuitos

Eduardo Dicas, Ebooks, Marketing, Notícias 0 Comments

Em resposta ao artigo de Paulo Tedesco, no Publishnews, Eduardo Melo fala sobre a disponibilização de e-books gratuitos como ferramenta de divulgação

Paulo Tedesco sugeriu o “banimento” dos livros gratuitos em formato digital. Para ele, este tipo de divulgação seria uma “armadilha” no caminho dos autores, pois “não promove novos leitores tampouco alavanca vendas”. Esta crítica, tão veemente, só tem um problema: não encontra base na realidade.

O livro digital gratuito, trabalhado corretamente, é uma ferramenta poderosa para divulgação de autores, profissionais e empresas. Com a vantagem [leia mais]

Simplíssimo3 regras básicas para fazer divulgação com livros digitais gratuitos

Preço do livro precisa subir pois “papel aumentou 45%”, diz presidente do Grupo Record

Eduardo Ebooks, Mercado, Notícias 0 Comments

Muita gente têm repetido que 2016 é o ano da auto-publicação — no mundo inteiro, o fenômeno do autor publicando sozinho nunca foi tão forte, nem pesou tanto nas contas totais do mercado editorial. No Brasil, tudo indica que esse fenômeno será mais aprofundado.

Veja o que disse uma das maiores cabeças do nosso mercado editorial, Sônia Jardim, para a Folha de SP:

“Ela foi presidente do Snel (Sindicato Nacional dos Editores de Livros) e por isso conhece as demandas mais gerais do mercado. Como outros editores, sua percepção é que [leia mais]

SimplíssimoPreço do livro precisa subir pois “papel aumentou 45%”, diz presidente do Grupo Record

1 ano vendo (e vendendo) Miragens nas livrarias

da Redação Autores, Ebooks, Mercado, Notícias, Opinião 0 Comments

E como bem lembrou o Facebook, há um ano, todos víamos Miragens nas livrarias virtuais do mundão de meu Deus. Eu fiz uma compilação das poesias que eu havia escrito entre os anos de 1996 e 2003. Dei uma arrumada para ficar com “cara” de livro. Do aprendizado anterior, o site já veio junto. Do aprendizado, também veio uma página no Facebook. Mesmo com todo o trabalho e esforço de divulgação ($), a Isabela sabe e consegue contar nas suas mãos os exemplares vendidos.

Números de Miragens

280 mil anúncios exibidos pelo Google
2700 cliques nos anúncios
2700 visitantes no site www.miragens.art.br
*** 10 cópias do livro vendidas ***

E aqui eu já agradeço aos heróis que compraram esse livro com o maior obrigado do mundo! Bem que o pessoal da Revolução Ebook me avisou: “Livro de poesia vende menos ainda”. Mas eu achei que era impossível. Como um livro consegue vender menos do que quase nada?

Simplíssimo1 ano vendo (e vendendo) Miragens nas livrarias

Mercado editorial fecha semestre em queda: “talvez menos pessoas lendo”

Eduardo Ebooks, Mercado, Notícias 0 Comments

A edição mais recente do “Painel de Vendas de Livros no Brasil”, estudo mensal realizado pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel) e pela Nielsen BookScan, mostra que as vendas de livros caíram 16,3% em volume e 6,94% em faturamento, em comparação com o mesmo período de 2015. Considerando a inflação acumulada nos últimos 12 meses, a diminuição real na receita é de 15,61%. “A queda em volume foi o que me chamou mais a atenção”, afirma Marcos da Veiga Pereira, presidente do Snel e um dos fundadores da editora Sextante, “porque você fala de menos livros lidos, e talvez menos pessoas lendo.” Quanto ao preço médio de capa, houve aumento de 9,49% —abaixo da inflação acumulada entre julho de 2015 e junho de 2016, de 12,21%. Se no fim do primeiro semestre de 2015 um livro custava R$ 39,31, hoje ele sai por R$ 43,04.

SimplíssimoMercado editorial fecha semestre em queda: “talvez menos pessoas lendo”

Supremo chegará ao livro eletrônico com uma geração de atraso

Eduardo Ebooks, Notícias, Opinião 0 Comments

A advogada Fernanda Leal, professora da FGV Direito do Rio de Janeiro, retomou um assunto quase esquecido (e que já vimos muitos anos atrás, em 2011 e 2012): o atraso do Supremo Tribunal Federal para decidir sobre a tributação do livro eletrônico. Texto originalmente publicado no site Jota. Cada vez menos computadores têm um leitor de CDs. O próprio CD vem se tornando artigo cada vez mais raro – e dispensável. É nesse mundo que o Supremo ainda precisa decidir se livros gravados em CD-ROM estão abrangidos pela imunidade tributária prevista no artigo 150, VI, [leia mais]

SimplíssimoSupremo chegará ao livro eletrônico com uma geração de atraso

Título X Imagem – Evitando o Conflito

da Redação Autores, Dicas, Ebooks, Notícias 0 Comments

Em uma de suas palestras o designer gráfico Chip Kidd cita uma de suas primeiras lições como aluno, um exemplo bastante recorrente nos projetos gráficos gerenciados por autores ou designers desatentos.

Uma capa de livro ou ebook, não deve necessáriamente resumir o conteúdo do livro, não precisa conter todos os personagens, nem os principais eventos. Como dito no texto anterior, o primeiro contato do seu leitor em potêncial com o livro acontece numa fração de segundos. Nesse instante é interessante que o leitor encontre um “recorte” da história do livro que o instigue, que seja claro mas também misterioso.

É importante que o autor tenha em mente algumas coisas na hora de aprovar o projeto gráfico de seu livro, ou ainda que este mesmo faça tal projeto, os conselhos servem da mesma forma.

SimplíssimoTítulo X Imagem – Evitando o Conflito

Colunista do Publishnews polemiza: “ebook é um fracasso”

Eduardo Ebooks, Mercado, Notícias 2 Comments

A edição de 21/06 do site Publishnews conseguiu um feito raro: a unanimidade entre os variados profissionais que trabalham com livro digital.

Em texto pontuado por erros factuais e confusões sobre o mercado digital, o colunista Paulo Tedesco afirmou que “autores e editores aperceberam-se do engodo que é o tal livro digital”. Seus argumentos? O “modelo atual” de ebooks alija “boa parcela da uma indústria milenar (sic)”, entregando “boa parte da tarefa editorial e livreira” para “conglomerados estrangeiros e agentes de negócios”. Ele argumenta que um leitor poderia perder seus ebooks porque “o aparelho quebrou ou um bug arrebentou com os arquivos”. Em dado momento, afirma:

“Que [leia mais]

SimplíssimoColunista do Publishnews polemiza: “ebook é um fracasso”

Qual a função da capa para os ebooks?

Eduardo Ebooks, Notícias 1 Comment

Nos primórdios as “capas” de livros serviam unicamente para proteção dos livros, que naquele tempo não eram produzidos aos milhares ou centenas como nos dias de hoje. Com o passar do tempo uma nova percepção do produto livro foi notada, juntamente de novas tecnologias que transformaram para sempre o mercado editorial. Assim a capa dos livros tinha como função não só a proteção mas a identificação daquele projeto. Em tempos atuais, além dessas duas funções as capas de livros tem como principal função a propaganda do produto. Nas livrarias vemos os mais diversos acabamentos e tecnologia gráfica a serviço dessa [leia mais]

SimplíssimoQual a função da capa para os ebooks?

Prêmio literário Oceanos passa a aceitar ebooks

Eduardo Ebooks, Mercado, Notícias 0 Comments

Após trocar de patrocinador, o principal prêmio da literatura de língua portuguesa ganhou um forte update tecnológico.

O “Oceanos – Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa”, antigo Portugal Telecom, tem inscrições abertas até 20 de junho 01º de julho para livros de poesia, prosa de ficção, dramaturgia e crônica, escritos originalmente em língua portuguesa. Pela primeira vez, concorrem livros publicados em versão digital.

As inscrições de livros estão, todas, condicionadas ao envio da obra em formato ebook – isto é um ponto obrigatório, segundo o site do prêmio. Elas serão lidas e avaliadas pelos jurados [leia mais]

SimplíssimoPrêmio literário Oceanos passa a aceitar ebooks

Autopublicação e marketing redefinem nossa relação com os livros

Eduardo Ebooks, Mercado, Notícias 0 Comments

Fabrício Carpinejar está lançando um novo livro de poemas. A obra não passou por revisão, edição, ou tratamento digital. É totalmente datilografada e inclui até os rabiscos e rasuras do autor.

O escritor ganhou de presente, em seu aniversário, uma máquina de escrever Olivetti. Desde então, passou a escrever poemas de amor na dita máquina. Conforme a descrição do livro na Saraiva, intitulado Amor à moda antiga, os poemas são publicados pela editora Belas Letras “exatamente como os originais foram enviados à editora, em maços de papel despachados pelos Correios, sem nenhum tipo de [leia mais]

SimplíssimoAutopublicação e marketing redefinem nossa relação com os livros

Conflito entre tecnologia e realidade: escola gaúcha teve 110 netbooks furtados

Eduardo Ebooks, Notícias 0 Comments

Em Porto Alegre (RS), ladrões furtaram 110 netbooks de uma escola pública estadual. Os aparelhos, utilizados por alunos do 1º ao 9º ano, foram furtados na madrugada de 08 de junho. Desde então, um policial civil foi preso, acusado de receptação qualificada, e somente 36 aparelhos foram recuperados.

A reportagem do site G1 entrevistou a diretora da escola furtada, que declarou a inexistência de câmeras ou alarmes.

Opinião

O uso da tecnologia nas [leia mais]

SimplíssimoConflito entre tecnologia e realidade: escola gaúcha teve 110 netbooks furtados

Itaú lança segundo ebook da série exclusiva para Facebook

Eduardo Ebooks, Notícias 0 Comments

Já está disponível no perfil do Itaú no Facebook, o mais novo trabalho de Luis Fernando Verissimo: O Sétimo Gato.

Exclusiva para ser lida no telefone ou tablet, a história ilustrada por Willian Santiago acompanha um garoto que ganha uma ninhada de gatos que falam línguas diferentes entre si. A obra integra a coleção Livros na Timeline, que começou com O Menino e o Foguete, de Marcelo Rubens Paiva.

A notícia é da coluna Babel.

SimplíssimoItaú lança segundo ebook da série exclusiva para Facebook

Ebooks não sentem crise e faturamento das editoras ultrapassa R$ 20 milhões

Eduardo Ebooks, Mercado, Notícias 8 Comments

Se a crise é sentida com força pelo mercado editorial, que experimenta retração consistente em quase todos os seus indicadores, o digital segue na direção oposta, registrando um faturamento crescente pelo terceiro ano seguido. Os dados podem ser conferidos na recente edição da pesquisa Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro.

A pesquisa anual, realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) sob encomenda da Câmara Brasileira do Livro (CBL) e do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL), mostra que, no ano de 2015, 189 editoras venderam 1.264.517 ebooks, obtendo um faturamento de R$ 20,44 milhões. A quantidade de exemplares vendidos foi apenas 4,2% superior em relação ao ano [leia mais]

SimplíssimoEbooks não sentem crise e faturamento das editoras ultrapassa R$ 20 milhões

3 motivos para a Saraiva vender tão poucos ebooks

Eduardo Ebooks, Mercado, Notícias 0 Comments

Semana passada soubemos, pela Folha, que a Livraria Saraiva vendia “1 milhão de ebooks por trimestre”. Este número surpreendente teve vida curta, pois logo a Saraiva corrigiu a informação: o correto era “R$ 1 milhão por mês com ebooks”.

A diferença é brutal. Significa que são vendidos mensalmente, na prática, algo em torno de dezenas de milhares de exemplares. É muito pouco para a maior e mais tradicional livraria do Brasil.

Este desempenho pífio se deve, em parte, à tecnologia arcaica ainda usada pela Saraiva para receber os livros das editoras. Há três problemas principais que são críticos, e realmente dificultam a vida da editora para colocar seu livro [leia mais]

Simplíssimo3 motivos para a Saraiva vender tão poucos ebooks

CBL e SNEL divulgam pesquisa 2015… com dados de 2014 – corrigiram!

Eduardo Ebooks, Notícias 1 Comment

[atualizado em 02-06-2016 às 15h – A CBL confirmou que o número divulgado estava incorreto. Confira os números corretos da pesquisa]

Divulgada hoje, a pesquisa “Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro”, realizada em conjunto por CBL, SNEL e FIPE, mostra que as vendas de livros digitais para o ano-base 2015 foram exatamente as mesmas do ano-base 2014. Até mesmo nos centavos. Comparando os prints da pesquisa divulgada hoje, e da pesquisa divulgada ano passado, o número de exemplares e o faturamento são idênticos.

Ao que tudo indica, deve se tratar de um erro. Enviamos um email para a CBL, pedindo o esclarecimento acerca do número real [leia mais]

SimplíssimoCBL e SNEL divulgam pesquisa 2015… com dados de 2014 – corrigiram!