Hachette Livre Derruba Preços de 2 Mil eBooks

04/05/2012
 / 
por da Redação
 / 

A gigante editora Hachette Livre – seu nome na França, mas ela também é uma das Big Six nos EUA – anunciou hoje que está cortando o preço de 2 mil de seus eBooks. De acordo com eles, a iniciativa tem como objetivo “responder à crescente demanda de usuários de dispositivos de leitura eletrônica”.

Antes, os eBooks custavam de 20% a 25% menos do que os valores dos preços de capa dura, e agora foram equiparados aos preços dos livros em brochura (paperback). Na Europa, onde a redução aconteceu, a Hachette ainda utiliza o modelo de agência, embora esteja sendo investigada pela Comissão Europeia.

Nos Estados Unidos, onde foi formalmente acusada de cartel junto a outras quatro editoras e a Apple, a Hachette  firmou um acordo com o governo e deverá pagar multa, ficando impedida de usar o modelo de agência por dois anos, reportando números ao Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

Por mim, isso não passa de uma prévia adequação de preços. Com o acordo feito, a Hachette precisará abandonar o modelo de agência em algum tempo, e não poderá utilizá-lo por dois anos. Baixando os preços de antemão, tenta mostrar aos leitores que não está fazendo isso só pelo acordo, mas que essa é uma tendência na empresa. Quem sai ganhando são os leitores.

Com informações do The Bookseller.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

04/05/2012
 / 
por da Redação
 / 

A gigante editora Hachette Livre – seu nome na França, mas ela também é uma das Big Six nos EUA – anunciou hoje que está cortando o preço de 2 mil de seus eBooks. De acordo com eles, a iniciativa tem como objetivo “responder à crescente demanda de usuários de dispositivos de leitura eletrônica”.

Antes, os eBooks custavam de 20% a 25% menos do que os valores dos preços de capa dura, e agora foram equiparados aos preços dos livros em brochura (paperback). Na Europa, onde a redução aconteceu, a Hachette ainda utiliza o modelo de agência, embora esteja sendo investigada pela Comissão Europeia.

Nos Estados Unidos, onde foi formalmente acusada de cartel junto a outras quatro editoras e a Apple, a Hachette  firmou um acordo com o governo e deverá pagar multa, ficando impedida de usar o modelo de agência por dois anos, reportando números ao Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

Por mim, isso não passa de uma prévia adequação de preços. Com o acordo feito, a Hachette precisará abandonar o modelo de agência em algum tempo, e não poderá utilizá-lo por dois anos. Baixando os preços de antemão, tenta mostrar aos leitores que não está fazendo isso só pelo acordo, mas que essa é uma tendência na empresa. Quem sai ganhando são os leitores.

Com informações do The Bookseller.

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Esta página ainda não tem comentários. Quer comentar primeiro?

Deixe um comentário