Suspensas as compras de ebooks via app Amazon para Android

10/05/2022
 / 
por Eduardo Melo
 / 

No início de maio/22 foi efetivada uma mudança que terá impacto significativo nas vendas de ebooks da Amazon: a venda direta de ebooks nos apps da Amazon e Kindle, foi suspensa. Isso ocorre devido a uma mudança na política do Android/Google Play, que passou a exigir que os desenvolvedores, para receberem pagamentos, usem obrigatoriamente o sistema do Google Play. Quem não concordasse, teria os apps removidos.

A solução da Amazon, de suspender a venda direta dos ebooks no seu aplicativo, é a mesma adotada há mais de uma década para a plataforma iOS da Apple. Em 2010/2011, o falecido Steve Jobs impediu a Amazon (e outras empresas) de venderem conteúdo digital no iPhone e iPad sem usar o sistema de pagamento da própria Apple. Até então, Amazon e outros desenvolvedores podiam cobrar pelo conteúdo de forma direta, ou seja… sem pagar comissão para a Apple. O Google seguiu os mesmos passos agora.

A consequência prática disto, para os usuários, é a seguinte: quando tentar comprar um ebook nos apps da Amazon, ele não poderá mais comprar com “1 toque/1 clique” no próprio app. Agora, para fazer isso, terá sair do app Kindle e fazer isto pelo navegador.

Isso coloca um obstáculo na venda do conteúdo e certamente terá reflexo negativo nas vendas via Kindle. Em compensação, pode ser que as vendas via Google Play Books comecem a crescer em maior velocidade… afinal, o app de ebooks do Google passa a ser, efetivamente, a forma mais fácil de se comprar um ebook nos aparelhos Android, a partir de agora.

Fonte: https://arstechnica.com/gadgets/2022/05/amazon-kindle-book-purchases-are-the-next-google-play-billing-casualty/

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

10/05/2022
 / 
por Eduardo Melo
 / 

No início de maio/22 foi efetivada uma mudança que terá impacto significativo nas vendas de ebooks da Amazon: a venda direta de ebooks nos apps da Amazon e Kindle, foi suspensa. Isso ocorre devido a uma mudança na política do Android/Google Play, que passou a exigir que os desenvolvedores, para receberem pagamentos, usem obrigatoriamente o sistema do Google Play. Quem não concordasse, teria os apps removidos.

A solução da Amazon, de suspender a venda direta dos ebooks no seu aplicativo, é a mesma adotada há mais de uma década para a plataforma iOS da Apple. Em 2010/2011, o falecido Steve Jobs impediu a Amazon (e outras empresas) de venderem conteúdo digital no iPhone e iPad sem usar o sistema de pagamento da própria Apple. Até então, Amazon e outros desenvolvedores podiam cobrar pelo conteúdo de forma direta, ou seja… sem pagar comissão para a Apple. O Google seguiu os mesmos passos agora.

A consequência prática disto, para os usuários, é a seguinte: quando tentar comprar um ebook nos apps da Amazon, ele não poderá mais comprar com “1 toque/1 clique” no próprio app. Agora, para fazer isso, terá sair do app Kindle e fazer isto pelo navegador.

Isso coloca um obstáculo na venda do conteúdo e certamente terá reflexo negativo nas vendas via Kindle. Em compensação, pode ser que as vendas via Google Play Books comecem a crescer em maior velocidade… afinal, o app de ebooks do Google passa a ser, efetivamente, a forma mais fácil de se comprar um ebook nos aparelhos Android, a partir de agora.

Fonte: https://arstechnica.com/gadgets/2022/05/amazon-kindle-book-purchases-are-the-next-google-play-billing-casualty/

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Esta página ainda não tem comentários. Quer comentar primeiro?

Deixe um comentário