Curadoria é o Futuro do Mercado Editorial – artigo

06/10/2011
 / 
por Colaboração do leitor
 / 

Revolução E-book

No mundoo atual recebemos uma carga de informações em um dia que as pessoas da Idade Média não viam em uma vida toda. Usuários assíduos de internet são bombardeados por muita, muita notícia e informação, e pode até ficar sobrecarregado com isso.

A quantidade de informação disponível na internet é monstruosa, e isso é bom até o ponto em que imaginamos o que realmente é útil ou interessante para nós. Graças a isso, os serviços de que os usuários mais carecem é o de curadoria. Portais de notícias e serviços como Twitter e Facebook tentam atuar como curadores, mas ainda é necessário um grande trabalho pela frente.

O mesmo acontece com os eBooks e o mercado editorial. Com a possibilidade da autopublicação, e de editoras menores ou maiores poderem alcançar todo o globo, o número de livros e de informação logo será – se já não é – gigante. Se você gosta de receitas de tomate, como saber quais são os melhores livros e eBooks sobre tomate, entre mais de 500, mil títulos disponíveis? A curadoria será essencial para encontrarmos o que há de melhor por aí.

Por isso que, nos cursos que dou, sempre digo que as editoras estão muito longe de serem extintas. Sim, é muito mais fácil hoje em dia ser um autor independente, lançar seu título, organizar sua própria divulgação e até fazer um bom dinheiro, como John Lock e Amanda Hocking.

Porém, o trabalho da editora ainda será muito importante, atuando como um hub em meio ao caos. Ela ainda será a responsável por selecionar o conteúdo mais completo, o mais legível, e executar todo o trabalho de edição, diagramação, criação, divulgação e revisão que um livro merece. Editoras já fazem a curadoria da informação atualmente, e no mundo dos livros digitais, isso será mais importante ainda.

Então talvez as editoras não ganhem como ganhavam antes e talvez tenham que remodelar muitos processos, mas jamais deixarão de existir.

Curadoria é o Futuro do Mercado Editorial

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

06/10/2011
 / 
por Colaboração do leitor
 / 

Revolução E-book

No mundoo atual recebemos uma carga de informações em um dia que as pessoas da Idade Média não viam em uma vida toda. Usuários assíduos de internet são bombardeados por muita, muita notícia e informação, e pode até ficar sobrecarregado com isso.

A quantidade de informação disponível na internet é monstruosa, e isso é bom até o ponto em que imaginamos o que realmente é útil ou interessante para nós. Graças a isso, os serviços de que os usuários mais carecem é o de curadoria. Portais de notícias e serviços como Twitter e Facebook tentam atuar como curadores, mas ainda é necessário um grande trabalho pela frente.

O mesmo acontece com os eBooks e o mercado editorial. Com a possibilidade da autopublicação, e de editoras menores ou maiores poderem alcançar todo o globo, o número de livros e de informação logo será – se já não é – gigante. Se você gosta de receitas de tomate, como saber quais são os melhores livros e eBooks sobre tomate, entre mais de 500, mil títulos disponíveis? A curadoria será essencial para encontrarmos o que há de melhor por aí.

Por isso que, nos cursos que dou, sempre digo que as editoras estão muito longe de serem extintas. Sim, é muito mais fácil hoje em dia ser um autor independente, lançar seu título, organizar sua própria divulgação e até fazer um bom dinheiro, como John Lock e Amanda Hocking.

Porém, o trabalho da editora ainda será muito importante, atuando como um hub em meio ao caos. Ela ainda será a responsável por selecionar o conteúdo mais completo, o mais legível, e executar todo o trabalho de edição, diagramação, criação, divulgação e revisão que um livro merece. Editoras já fazem a curadoria da informação atualmente, e no mundo dos livros digitais, isso será mais importante ainda.

Então talvez as editoras não ganhem como ganhavam antes e talvez tenham que remodelar muitos processos, mas jamais deixarão de existir.

Curadoria é o Futuro do Mercado Editorial

Para publicar seu ebook ou livro impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Desde 2010 a Simplíssimo já comercializou mais de 1 milhão de exemplares, para mais de 1.500 autores e editoras. Veja como funciona.

 

Esta página ainda não tem comentários. Quer comentar primeiro?

Deixe um comentário