Preço médio de ebooks americanos caiu entre 2010 e 2011

Nina Sarti Ebooks, Notícias Deixe um comentário

Apesar da acusação do Departamento de Justiça americano de que cinco das maiores editoras do país teriam feito um complô junto à Apple para aumentar os preços dos ebooks, um novo relatório da Bowker mostrou que, na verdade, os livros digitais ficaram mais baratos de 2010 para 2011. O preço médio de um ebook de ficção em 2011 ficou em US$5.24, contra US$5.69 em 2010; na categoria de não-ficção, a queda foi ainda maior, de US$9.04 em 2010 para US$6.47 em 2011. No segmento infanto-juvenil, o preço médio caiu de US$4.88 para US$4.47 no mesmo período.

Os dados podem parecer estranhos, já que a maior parte dos best-sellers de grandes editoras costuma custar entre US$9.99 e US$14.99, mas fazem mais sentido quando olhamos para um outro dado: o número de títulos autopublicados, que cresceu de 133.036 em 2010 para 211.269 em 2011, segundo outra pesquisa da Bowker. Uma vez que estes livros costumam ocupar a faixa de preço entre US$0.99 e US$2.99, acabam puxando a média para baixo.

Segundo o relatório, os ebooks baratos acabaram exercendo pressão sobre os preços de livros em todos os formatos: comparando 2011 com 2010, o preço médio de livros em geral caiu em três dos quatro trimestres do ano. A maior queda foi no terceiro trimestre de 2011, quando a média ficou em US$12.62, uma diminuição de 43 centavos em relação ao mesmo período de 2010.

Outro dado importante da pesquisa diz respeito ao perfil dos leitores. Historicamente, a faixa etária que mais gasta em livros nos EUA é a dos chamados “Baby Boomers”, ou seja, quem nasceu entre 1945 e 1964. Entretanto, em 2011 isso mudou: a Geração Y, isto é, a dos nascidos entre 1979 e 1989, foi responsável por 30% dos gastos com livros em 2011, enquanto os Baby Boomers ficaram com 25%.

Com informações: Publishers Weekly

Para publicar seu livro em ebook ou impresso, nas principais livrarias online, conheça o serviço de publicação da Simplíssimo. Nossos números são difíceis de bater: desde 2010, a Simplíssimo comercializou mais de 1 milhão de exemplares e publicou mais de 1.000 ebooks e livros impressos. Veja como funciona a publicação para seu livro, aqui.

 

SimplíssimoPreço médio de ebooks americanos caiu entre 2010 e 2011

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *