Máquinas de impressão sob demanda

Amazon quer imprimir os livros das editoras

Eduardo Melo - Simplíssimo Amazon, Destaque, Notícias Deixe um comentário

Há cerca de uma semana, a Amazon mudou as regras para venda de livros impressos em seu site. A partir de agora, vendedores terceirizados podem “conquistar” o botão de compra dos livros, desbancando a Amazon (e as próprias editoras), quando um livro ficar “fora de [leia mais]

SimplíssimoAmazon quer imprimir os livros das editoras

Conheça o Livrorama, site de publicação de livros sob demanda

Eduardo Melo - Simplíssimo Notícias 3 Comments

Você tem um livro para publicar? Considere utilizar o site Livrorama, um serviço gratuito de autopublicação de livros em formato impresso e digital.

O Livrorama trabalha com o modelo de impressão sob demanda, no qual as cópias de um livro somente são impressas após a [leia mais]

SimplíssimoConheça o Livrorama, site de publicação de livros sob demanda
Livro novo

Impressão Sob Demanda Vale Mais do Que eBooks?

da Redação Ebooks 1 Comment

Juntamente com o comércio mais sólido de eBooks surgiu também a impressão sob demanda. Geralmente esses dois novos modos de comercialização de livros são levados juntos por quem trata de tecnologia nessa área, mas não costumamos abordar esse assunto aqui no REB, por não ter muito [leia mais]

SimplíssimoImpressão Sob Demanda Vale Mais do Que eBooks?
Aviso

Auto-Publicação em Números

da Redação Autores, Ebooks, Notícias Deixe um comentário

Confiram esse completíssimo infográfico a respeito da auto-publicação. São muitos números que mostram o quanto a publicação normal, com livros impressos custa, em detrimento das publicações solitárias em eBook ou POD. Verifique também alguns autores que eu aposto que você não sabia que eram independentes…

 

SimplíssimoAuto-Publicação em Números

Autor Previu Loja de Livros Eletrônicos Há 50 Anos

da Redação Notícias Deixe um comentário

Essa é rapidinha, apenas por curiosidade. O site TeleRead publicou um trecho do livro de Stanisław Lem escrito em 1961, Return from the Stars, onde ele descreve com boa precisão um passeio por uma loja onde os livros não são mais “tocáveis”, mas cristais que podem ser tocados para mudar de páginas ou obras que podem ser lidas em voz alta. Apenas algumas publicações acadêmicas ainda eram impressas, lembrando também da impressão sob demanda.

Segue o trecho:

I spent the afternoon in a bookstore. There were no books in it. None had been printed for nearly half a century. [leia mais]

SimplíssimoAutor Previu Loja de Livros Eletrônicos Há 50 Anos