Ebooks não sentem crise e faturamento das editoras ultrapassa R$ 20 milhões

Eduardo Ebooks, Mercado, Notícias 9 Comments

Se a crise é sentida com força pelo mercado editorial, que experimenta retração consistente em quase todos os seus indicadores, o digital segue na direção oposta, registrando um faturamento crescente pelo terceiro ano seguido. Os dados podem ser conferidos na recente edição da pesquisa Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro.

A pesquisa anual, realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) sob encomenda da Câmara Brasileira do Livro (CBL) e do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL), mostra que, no ano de 2015, 189 editoras venderam 1.264.517 ebooks, obtendo um faturamento de R$ 20,44 milhões. A quantidade de exemplares vendidos foi apenas 4,2% superior em relação ao ano [leia mais]

SimplíssimoEbooks não sentem crise e faturamento das editoras ultrapassa R$ 20 milhões

Quais livrarias vendem mais ebooks?

Eduardo MeloAtualizado em: Ebooks, Mercado 3 Comments

A primeira pergunta que surge com nossa análise das vendas de ebooks no mês de abril: qual livraria vendeu mais ebooks? O resultado geral é surpreendente.

Em unidades, o Google foi responsável por 55% das vendas – sozinha, vendeu mais exemplares que a soma de Apple, Kobo e Saraiva. Em faturamento, porém, a situação é bem diferente. O Google até ficou na frente da Apple, mas por pouco (36% a 34%) – e isto que na Apple vendemos pouco mais de 1/3 dos exemplares vendidos no Google!

[leia mais]

SimplíssimoQuais livrarias vendem mais ebooks?

Exclusivo: um raio-X sobre dados reais de vendas de ebooks

Eduardo Melo Ebooks, Mercado 1 Comment

Quando lemos textos sobre o tema “vendas de ebooks”, é difícil vermos números reais. Raramente alguma empresa (editora ou livraria) abre o jogo, então nos contentamos com palpites ou dados antigos. Se tivéssemos uma circulação de dados maior, mais frequente, o mercado do livro digital como um todo sairia beneficiado. Pensando nisso, vou abrir com vocês os únicos dados sobre os quais tenho segurança total para comentar: as vendas da minha empresa no mês de abril de 2013, em detalhes.

Logicamente, a Simplíssimo isoladamente não é representativa do conjunto do mercado. Mas analisando os nossos números, surgem várias questões interessantes.

[leia mais]

SimplíssimoExclusivo: um raio-X sobre dados reais de vendas de ebooks

eBooks Dão Mais Lucro Que Livros de Papel

Eduardo Melo Ebooks, Notícias Deixe um comentário

É o que indica a análise dos relatórios anuais de 2011 dos grupos Random House, Pearson e Simon & Schuster.

Enquanto a receita geral diminiu para a Random House, a margem operacional foi maior graças a cortes em despesas e um índice menor de devoluções nos Estados Unidos e Reino Unido – eficiência diretamente relacionada a uma venda maior de ebooks.

No caso da Penguin (do grupo Pearson, sócia da Companhia das Letras no Brasil), a receita com livros digitais dobrou em 2011, representando 12% da receita mundial da Penguin e mais de 20% nos EUA.

As informações são [leia mais]

SimplíssimoeBooks Dão Mais Lucro Que Livros de Papel